STREET PHOTOGRAPHY AWARDS 2015: PROJETO VENCEDOR REGISTROU A VIDA EM 20 MEGACIDADES

FOTÓGRAFO HOLANDÊS RECEBEU PRÊMIO POR DOCUMENTAR O COTIDIANO DE CENTROS ONDE VIVEM MAIS DE 10 MILHÕES DE PESSOAS

Por Julio Caldeira

        Segundo informações de 2014 da Organização das Nações Unidas (ONU), existem 28 megacidades no mundo – que, juntas, abrigam mais de 450 milhões de pessoas. A maior parte fica na Ásia (16), em seguida vem a América Latina (com quatro – e, claro, coloque São Paulo nessa lista), África e Europa empatam com três cada uma, e por último aparece a América do Norte, onde se localizam dois desses grandes centros.

     Foi esse levantamento que serviu como ponto de partida para o projeto Metropolis – série que virou livro e rendeu a seu autor, o fotógrafo holandês Martin Roemers, o primeiro lugar no LensCulture Street Photography Awards 2015. O projeto é enorme: 20 megacidades registradas e uma semana de estadia em cada uma para capturar os momentos perfeitos.

     Antes de desembarcar – trazendo na bagagem um volumoso equipamento analógico –, Roemers recrutou jovens fotógrafos locais, que o ajudaram a encontrar os locais desejados. “Regiões populosas e que tivessem pontos altos, necessários para uma visão geral da cidade e do grande número de pessoas que circulam nela”, explicou o fotógrafo em entrevista concedida ao site da LensCulture, um das mais prestigiadas publicações do mundo quando o assunto é fotografia. “Queria mostrar como o crescimento dessas cidades é consequência da migração econômica”, revelou na conversa. “As cidades são uma espécie de imã para as pessoas, centros econômicos que oferecem muitas oportunidades de emprego e dinheiro”.

    No entanto, como o próprio fotógrafo ressaltou (e registrou), isso não é verdade em todos os casos. “Por isso você vê nas minhas fotos muitas pessoas que terminam atuando na economia informal, trabalhando nas ruas, em mercados informais. Vivem em favelas ou não têm onde morar. Essas são algumas das coisas que quis envolver nesse projeto”.

 


Muçulmanos rezam no meio da rua em Lagos, na Nigéria

 


Estação trem em Mumbai, na Índia

 


As ruas do Cairo, no Egito, estão sem dúvida entre as mais lotadas do mundo

 


Mobilidade urbana em Calcutá, na Índia, inclui "motoristas" que transportam seus passageiros a pé

 

         CONHEÇA NOSSO ACERVO